Novas músicas, Slipknot, Nothing, turnê, novos membros e mais !!!

Entrevista looooonga com Jeffrey Nothing para o site Metal Underground mais uma vez falando sobre a turnê com o Slipknot, novas músicas do Mushroomhead, os novos integrantes, seu projeto paralelo, o Notthing, e muito mais. Entrevista muito boa, vale a pena ser lida até o fim..
—————————————-

M.U: Assim como essa turnê com o Slipknot se aproxima mais de se tornar realidade, a questão não pode deixar de surgir: Quem começou com essa ideia ? Foram fãs ? Empresários ? De quem foi a ideia ?
Jeffrey Nothing: Veio de um fã chamado Nick Smith. Nós nos encontramos em Sacramento, California, no lado de fora de um clube chamado Ace of Spades, antes da Hed To Head Tour 2 em 17 de Abril de 2011. O que é maluco é que esse show será a 1 ano do show que está por vir em Cleveland, Ohio, com Sid Wilson, #0 do Slipknot. É realmente engraçado como as coisas funcionam. Eu tenho dito em entrevistas quando as pessoas perguntam: ” Com qual banda, viva ou morta, do passado ou do presente, você gostaria de fazer uma turnê ?” e minha resposta instantânea é sempre: Slipknot ! Eu digo, vamos acabar essa rixa e dar aos fãs o que eles realmente querem e então eu tirei algumas fotos com Nick fora do ônibus da turnê e nós tocamos o show e fomos para caminhos distintos. Cerca de 1 mês atrás eu comecei a seguir seu grupo (a página no Facebook sobre a turnê das duas bandas). No dia que eu chequei pela primeira vez, tinham cerca de 153 membros. Eu dei meu suporte por trás disso e junto de Nick, Ian e Evan com alguns outras administradores nós tivemos essa coisa elevada para 17 mil membros… e as rodas continuam rodando.

M.U: Você comentou recentemente que Paul e JJ teriam gostado que isso acontecesse. Você acredita que as recentes percas por cada banda teve algo a ver com isso ou que é algo que teria acontecido independentemente ?
Jeffrey Nothing: Eu me lembro que há muito tempo nós quase tocamos em Iowa no início e por alguma razão qualquer o show foi cancelado. Eu ouvi Paul aparecer e ele queria nos conhecer e depois através de um amigo eu ouvi que ele estava interessado em trabalhar em parceria. Parecia que se alguma paz seria alcançada entre as duas bandas, Paul teria sido o enviado, o intermediador de uma paz. Eu sempre escutei que ele era muito legal. JJ era uma conturbada e incrível alma, eu me lembro que da primeira vez que me encontrei com ele ele tinha 14 anos, e eu nunca o vi sem uma guitarra presa a ele, aquilo era tudo que ele queria fazer, o tempo todo. Depois nas batalhas da vida com substâncias controladas tomaram pela mão 2 grandes músicos nos deixando tão cedo. Eu acredito profundamente que ambos teriam gostado que isso acontecesse no mais fundo do meu coração. Nós chegamos ao Slipknot, e demos nossas condolências e acho que nós dois como bandas percebemos: a vida é realmente muito curta e eu sinto que nós deveríamos mesmo fazer isso como um tipo de celebração para a qual aqueles dois, membros fundadores ajudaram a criar e compartilharam nossos dons com centenas de metaleiros de ambos os lados. Pela primeira vez de todas, como UM !

M.U: Adicionando, Corey disse recentemente que ele nunca teve problemas com o Mushroomhead (a banda), mas sim com os fãs do Mushroomhead. Você tem algo que gostaria de adicionar a isso do lado do Mushroomhead ?
Jeffrey Nothing: Apenas que nós vimos de uma cidade, onde a cena musical pela razão que for, foi sempre muito ” nós e eles “. Um amigo meu de uma banda bem considerada na cena de metal de Cleveland, me disse que uma vez a equipe de gerenciamento disse diretamente a eles ” não fiquem de amizade com nenhuma das outras bandas “. Eu meio que pensei que era loucura mas essa era a cultura aqui. Então imagino que era uma batalha bem intensa pela publicidade e isso fazia com que as bandas fossem muito por elas mesmas e mais ninguém. Hoje em dia é bem melhor. Nós juntamos um grupo de amigos e várias bandas fazem um trabalho juntas pela causa. Nossos fãs são praticamente um reflexo de nós. Eles viram uma banda de Cleveland sair do nada e chegar em algum lugar e eles parecem orgulhosos disso assim como nós ficamos. Eles só ficaram meio putos porque as duas bandas se parecem muito. Eu não tenho problemas com o Slipknot e a rixa está acabada assim como precisamos nos mover para frente como um todo e fazer isso acontecer, e não é pelo oniponente dolar; é sobre dar aos fãs um verdadeiro “Big Four” que irá arregaçar com o primeiro. Quero dizer, se Megadeth e Metallica podem compartilhar um palco, qualquer coisa é possível.

M.U: Atualmente você tem cerca de 17,000 ‘likes’ na página ” Make the Mushroomhead/Slipknot tour happen” em pouco tempo. A equipe do Slipknot comentou sobre certa quantia de números o qual vocês precisam alcançar para fazer essa turnê acontecer ?
Jeffrey Nothing: Não, eles ainda não fizeram isso e já passou da marca dos 17,000 nesse ponto. Eu estou aguardando assim como outros membros do Mushroomhead, Slipknot, GWAR ou Mudvayne que possam colocar sua ajuda por trás disso. Jason Popson (aka J.Mann) deu sua ajuda na última noite e eu preciso que outros se juntem a causa. Eu conversei com Oderus (GWAR) e ele disse que está disposto então estou apenas esperando as palavras de todos envolvidos para que possamos nos juntar para essa causa incrível. Apenas precisamos continuar adicionando membros e não cavar números, mas sim verdadeiros fãs que querem que isso aconteça. Eu fico feliz em ver pessoas que amam essas bandas fazendo alianças para tornar essa visão uma realidade. Apenas imagine no festival monstruoso que isso pode criar. Um dia em cada cidade, ao redor do mundo..um espetáculo enorme… um verdadeiro festival de metal com o significado visual se equivalendo ao do som. Ozzfest vai apenas para algumas cidades e outros festivais estão ficando bem prejudicáveis. É hora para fazer algo que irá virar as cabeças assim como faze-las balançarem.

M.U: Um vídeo recente de um show do Mushroomhead da última sexta feira foi postado. Existem algumas diferenças notáveis nesse show. Vamos começar com seu novo personagem no palco. Essa é a primeira vez que te vemos de máquiagem no palco em um bom tempo. Você vai voltar ao visual old school ou foi algo casual ?
Jeffrey Nothing: Nós estamos em transição no momento, nós tivemos uma separação de membros e estivemos ao menos nos últimos anos fazendo shows com diversos tipos de personagens no palco. O show da última sexta já havia sido agendado para marcar essas mudanças então tivemos que pensar em fazer alguma coisa para que a mudança parecesse sem dor o máximo possível. Eu continuarei vestindo minha última máscara de sadomasoquista, mas David Greathouse sugeriu que eu vestisse esse meu visual antigo e eu disse que tudo bem, porém que eu continuaria com meu macacão cheio de sangue. Eu apenas posso imaginar que nosso visual para o futuro imediato seja uma mistura do velho e do novo misturados que irão definir uma coisa nova. Eu amo essa coisa de se perguntar como estará o produto antes dele estar finalizado, novos personagens no palco, novos membros, novas direções de criatividade e um novo caminho. Boa sorte a Pig e Gravy seja lá para o que eles decidam fazer. Mushroomhead está em trabalho e em constante evolução. Arte sem mudanças está presa a um museu. Nós ainda temos muito a dizer.

M.U: Eu acredito que você disse públicamente que por razões legais você não estaria disponível para falar sobre as razões que fizeram Pig e Gravy deixar a banda, então não iremos insistir nesse assunto. Mas minha mente de investigador não pode deixar de se perguntar quem são os dois novos membros que apareceram no vídeo e se eles farão essa substituição de forma permanente.
Jeffrey Nothing: O Coisa 1 é Tommy Church (The Autumn Offering/ Scelestus/ Tenefly Viper) na guitarra e o Coisa 2 é Ryan Farrell (Nothing/ Foose/ Proon) como baixista. Ambos tem um grande talento e não perderam uma batida. Eu acredito que nosso melhor trabalho está a vir. Eu posso até imaginar onde os próximos lançamentos do Mushroomhead irão alcançar e isso é algo maravilhoso. Os planos para esse momento estão em foco para o lançamento de um EP de novo material e junto a isso uma turnê, existem coisas insanas em preparação na Filthy Hands Compound para 2013..

M.U: Em um anúncio recente postado aqui na Metal News Underground foi anúnciado que Nothing(seu projeto paralelo) irá se apresentar pela primeira vez na América do Norte junto de Tenefly Viper (projeto paralelo de Waylon), #0 Sid Wilson (DJ do Slipknot) e St1tch (também do Mushroomhead) num DJ set. Primeiro, como o Nothing foi recebido aqui e no exterior ? Segundo, essa aliança de Sid Wilson ter marcado um show com tantos membros do Mushroomhead fala algo em relação aos membros estarem deixando essas diferenças de lado e se movendo na direção correta. Você já falou com Sid pessoalmente e se sim, você poderia nos dizer como que ele se sente sobre isso ?
Jeffrey Nothing: Não, perdão mas nenhuma conversa foi feita ainda com ele ainda eu apenas vi ele conversando com St1tch na Corte de Desmoines antes da Hed2HeadTour 2 mas nós ainda não nos falamos. Nothing foi recebido muito bem na Austrália abrindo para o Hed P.E ! Foram apenas quatro shows mas para nossos primeiros shows da carreira nós não poderíamos ter escolhido situação melhor. Estranhamente o suficiente nós quase não tocamos Psychodalia ao vivo numa viagem em favor de tocar um cover de Sun Doesn’t Rise. Mas com sorte nós escolhemos nossa própria música porque ela teve o maior aplauso e quase todo o público feminino que ia aos shows todas as noites dançavam ao som dela então foi bem diferente de uma maneira boa. Vai ser incrível debutar a banda na América do Norte aqui em casa. Peabody’s se parece com seu clube favorito em todo o mundo e nós quase marcamos datas em clubes diferentes em Março. Mas eu estou acreditando mesmo que tudo acontece por alguma razão então aqui estamos nós. Tocar com Sid certamente vai nos lançar exatamente para onde nós queremos: 2 bandas históricamente separadas, lutando juntas por uma causa. Para mim é algo lindo que tem que acontecer.

M.U: Eu tenho certeza que o foco principal nesse momento é essa turnê, mas você poderia nos dizer para quando está sendo planejado o próximo álbum do Mushroomhead ?
Jeffrey Nothing: Há uma conversa sobre um EP como eu disse mas no momento estamos com os agentes livres tendo cumprido nossas obrigações na Megaforce Records. É difícil dizer o que pode acontecer, mas pode haver uma contagem regressiva para começar a qualquer momento para uma data muito especial (em termos do Mushroomhead) com um resultado inacreditável. Eu realmente quero essa turnê mas não há como expecular se será em 2012, 2013..

M.U: Atualmente o line up do evento supostamente deveria contar com Mushroomhead, Slipknot, Mudvayne e GWAR. Alguma outra banda demosntrou interesse em se juntar ?
Jeffrey Nothing: Não, e estamos apenas qurendo no momento que os 4 demonstrem querer isso. Ainda em cima disso seria bom se o Mudvayne aceitasse em colocar seu visual antigo e clássico de volta. Os aspectos visuais são importantes para que a ideia principal do evento aconteça. No momento é e precisa ser apenas Mushroomhead/Slipknot/Mudvayne/GWAR. O que é preciso agora é você entrar para o grupo de Filthy Maggots e espalhar a palavra.

M.U: Recentemente J.Mann disse no facebook: ” Se isso pode acontecer, quem sabe o que mais pode acontecer? “. Eu sei que nos shows old school da banda os membros antigos fazem alguma aparência. Se a tour acontecer seria possível ver você, Waylon e J.Mann no palco ?
Jeffrey Nothing: Sim, essa é a beleza de ter a bola de cristal nesse momento. Nunca diga nunca, como eu disse, depois de eventos trágicos você descobre o quão curta a vida pode ser. Você aprecia a presença de amigos que você quase perdeu por serem teimosos ou até mesmo idiotas. J.Mann está trabalhando em material novo para o 10,000 Cadillacs e é bom ver esse lado dele mais frequentemente. Durante nosso tempo no Mushroomhead nós trabalhamos juntos mas nunca realmente nos conectamos. Nós estamos mais próximos agora e estou sim aberto para essas possibilidades no futuro. Obrigado por fazer ótimas perguntas, e vejo vocês todos em breve na Hed2Head3 com nossos irmãos da Subnoize e com o retorno do American Head Charge, Corvus e Tenefly Viper! Vai ser intenso para dizer o mínimo… Lembre-se de se juntar ao grupo ” Make the Mushroomhead/Slipknot tour Happen” e ajuda a fazer a diferença. Então enfim poderemos todos sentir a terra tremer, como um. Paz, JN.
Advertisements

Leave a comment

No comments yet.

Comments RSS TrackBack Identifier URI

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s