Entrevista com Bronson !!

Ano passado, antes do lançamento do álbum Beautiful Stories For Ugly Children, um amigo fez uma entrevista com o ex guitarrista da banda, Bronson. Recentemente, a mesma pessoa fez mais algumas perguntas, e me passou a entrevista completa. Você pode ler ela traduzida logo a baixo:

* ? = Pergunta

R = Resposta de Bronson

? : Como você entrou na banda ?

R : Nós começamos a banda com o fim de outras bandas que faziamos parte e decidimos nos vestir e ter um show no palco. Eu estava no Hatrix (projeto paralelo do Jefrey Nothing) naquele tempo e vivia em Pittsburgh, então estar na banda não era uma das cartas, mas fazer um show ao vivo sim.

? : De onde vem o apelido ” Bronson ” ?

R : Não vem de Charles Bronson, que é o que a maioria das pessoas penssam. Isso veio do filme ” Street Trash ” e era um veterano Vietnamita que comandava um Férro-velho.

? : Se ainda mantem, com que frequencia você mantem contato com os caras da banda ? E você tem algum contato com o Waylon ?

R: Eu tento dar uma ligada pra eles, eu normalmente falo com Skinny, St1tch ou Jeff. Eu faço questão de falar com Waylon, que tem uma capacidade de vocal incrível.


? : Existem muitos rumores e perguntas a respeito de você e o Mushroomhead terem ido para caminhos diferentes. Vários fãs de Mushroomhead vão ver essa entrevista, então nos de um bom ponto de vista do por que essa separação de caminhos aconteceu.

R : Isso foi uma culminação de um monte de coisas. Eu não realmente via olho a olho com alguns caras e também teve a meneira que os negócios estavam começando a ir. Eu queria estar mais no topo das coisas, e eles queriam ser mais relaxados sobre quando e onde nós gastariamos dinheiro. Também senti que viria com grandes ideias musicais e elas seriam derrubadas então Skinny poderia facilitar para o Gravy escrever todo o material. Eu escrevi coisas como ” Mother Machine Gun ” e ” The War Inside ” e eu acho que essas coisas eram coisas mais tradicionais do Mushroomhead e Skinny queria usar as escritas do Gravy para espandir o égo massivo dele. Eu sinto que algumas das músicas que eu escrevi para ” Savior Sorrow ” não foram usadas e então foram re-escritas pelo Skinny e Gravy como se fossem músicas DELES, e então finalmente eu tive o suficiente. Eu fiz ” Volume 1 “, o DVD, aprendendo como fazer vídeos e editar eles, foi tudo autodidata. Eu gastava 12 ou 14 horas no estúdio por dia, e a maioria dos outros caras viam e saiam para suas horas de lazer, enquanto Skinny, Rick e eu trabalhava nisso o dia todo. Nesse ponto eu fiz uma importante decisão de voltar para a escola e obter meu diploma de filmagem na universidade de Sail em Orlando, Florida. Eu me graduei como 1º na minha classe e recebi o prêmio de Diretor de Arte.

? : No que você está envolvido ( Projetos paralelos, hobbies ) ?

R : Eu continuo a escrever músicas e irei lançar algumas canções lentamente durante o próximo ano ou algo assim, eu não quero fazer isso na forma tradicional do jeito de se gravar. Eu também vivo em New York City e sou um produtor de Broadcast para Livestream fazendo um monte de músicas para as bandas que estão aparecendo, e para algumas que já estão estabelecidas. Eu amo meu trabalho, eu começo a viajar e sair com pessoas influentes, artistas e políticos do mundo.

? : Tem alguma parte de você que queira voltar ? Você tem algum arrependimento ?

R : Vamos fazer isso ao contrário, eu com certeza não tenho arrependimentos sobre ter deixado a banda, eles estavam me puxando pra trás e não me deixando atingir meu verdadeiro potêncial, embora que eles nunca admitam isso, todos eles sabem disso. Meu sucesso sempre foi feito pelas coisas que eu coloquei esforço. Eu nunca fui um daqueles de sentar no fundo e penssar que aquilo que eu fiz foi ” bom o suficiente “.

? : Se você nunca tivesse deixado, onde você acha que a banda estaria agora ?

R : Não tenho certeza, eu acho que o Savior Sorrow foi feito de forma muito antecipada colocando do ponto de que hávia outro compositor na banda ( Waylon tinha acabado de entrar) trabalhando em novas músicas. Mas eu acho que a única pessoa que pode que pode entrar no caminho do sucesso são eles mesmos. Eu desejo a eles as melhores coisas.


? : Conte-nos sobre a roupa que você vestia enquanto estava na banda e o que ela representava, seja as roupas mais old school ou os novos trajes da éra XX em diante.

R : Eu acho que todas as roupas representavam a mesma coisa, curta o show, não fique penssando sobre como sua banda favorita se veste ou o que eles aprovam, apenas seja você mesmo. Eu odeio quando uma banda veste certas roupas e seus fãns se vestem da mesma forma, isso se parece muito como puro marketing para aqueles que faturam com essas roupas.

? : Alguma ultima mensagem ?

R : Para finalizar, eu apenas quero dizer obrigado a todos os fãs pelo suporte ao Mushroomhead ao longo de todos esses anos. Espero que o próximo álbum possa atender as expectativas de todos. Quero agradecer também a todos que tem carinho pelo o que eu tenho feito. Se cuidem, e tenham sempre fé em suas habilidades.