Entrevista de Waylon no ROTR 2010 !!

A entrevista foi realizada no festival Rock On The Range que aconteceu em Columbus, Ohio, a algumas semanas. Porém, ela só foi liberada a pouco tempo. Foi realizada pelo site de notícias ” Splatter Tribe ” e você confere a tradução abaixo:

Na conclusão dessa entrevista (conduzida no Rock On The Range 2010), Waylon Reavis, co-vocalista dos veteranos de Cleveland, Ohio e Monstruosa banda de Metal Mushroomhead, me agradeceu por tirar um tempo para estar falando com o *”redneck”(*= “pescoço vermelho”, termo utilizado nos E.U.A para nomear um homem geralmente branco, de baixa renda, que mora no interior e pelo trabalho rural e exposição ao sol fica com o ‘pescoço vermelho’; podendo ser usado também como ofensa, porém como a banda é da região rural dos E.U.A, provávelmente foi apenas um termo). Seu pescoço não estava vermelho no momento, estava branco. Mas também não estava branco como um branco caucasiano. Estava branco como uma máquiagem branca e sua máquiagem estava começando a derreter no sol quente do meio dia, durante o verão de Columbus, Ohio. Quando o perguntei o porque de estar usando a máquiagem tão cedo(ás 13:30, quatro horas e meia antes da hora deles se apresentarem) ele me deixou sabendo que ele tinha acabado de completar algum trabalho promocional para um dos patrocinadores do festival, e que sempre que sua máquiagem começava a ficar bagunçada, ele apenas jogava um pouco de sange falso pelo topo antes de entrar no palco.

Quando o relógio bateu ás 17:05 daquele dia, Waylon e o resto do grupo subiram no Jagermeister Stage, com seu sangue falso, e destruiram a multidão.

O Mushroomhead primeiramente formado em 1993, e com um NOVO CD e NOVAS máscaras vindo em bréve, eles continuam a escrever novos capítulos em seu livro de *” Shroom’s ” (* = termo para se referir aos fãs de Mushroomhead).

                                   :ENTREVISTA:

SplatterTribe: Se apresente para aqueles que talvez não conheçam quem você é.

Waylon: Eu sou Waylon, sou o co-vocalista. Temos dois de mim na banda Mushroomhead e nós estamos aqui, no Rock On The Range 2010.

SplatterTribe: Esse é um show a parte para vocês certo caras ?

Waylon: Sim, esse é. Nós apenas acabamos nosso álbum, acababos a mixagem antes da masterização, na ultima semana. Então estamos voltando a fazer, fazendo nossos shows normalmente lá pra Agosto e você sabe, Halloween, é nossa hora no ano.

SplatterTribe: Então nos conte um pouco sobre o novo álbum.

Waylon: O álbum é chamado ” SlaughterHouse Road “. Não é como Savior Sorrow, nosso último álbum. É um passo numa direção totalmente diferente. Pessoalmente, eu sinto que é meu melhor trabalho de todos os tempos. Vários caras na banda sentem da mesma forma. Mushroomhead teve um tipo de evolução. Essa é nossa coisa toda. É arte. Somos artistas e é um álbum realmente criativo. Eu estou realmente feliz com isso.

SplatterTribe: O co-vocalista original do Mushroomhead deixou a banda a 6 anos atrás, por ai; então como a dinâmica da banda mudou quando você entrou ?

Waylon: Bem, eu não sou J.Mann e eu não quero ser o J.Mann. Ele trouxe aquele Arte & Estilo Rap…. a dinâmica mudou um monte. Eles aprenderam quem eu era. Eu aprendi quem eles eram e nós meio que nos encontramos no meio. Não é o Mushroomhead de 2001. É o Mushroomhead de hoje. Apenas como qualquer banda, quando você faz uma mudança como essa, você tem que estar apto a avançar. Quantas bandas você conhece que teve mudado de vocalistas e tem estado fazendo isso por 6 anos depois disso ? Nós somos uma das bandas que fazem isso.

SplatterTribe: Então como você trata as músicas antigas ?

Waylon: Eu trato elas com respeito. Elas não são minhas músicas. Eu preciso respeitar o cara que escreveu elas e eu respeito, você sabe. Eu não vou por alí e fazer do meu próprio jeito. Eu não tenho aquela ligação pessoal a elas. Alguns dos fãs tem, então eu as respeito o suficiente para manter da forma que J.Mann vinha fazendo isso.

SplatterTribe: Um monte de bandas não consseguem sobreviver com 3 ou 4 membros e vocês fazem isso com 7, como se dá ao processo criativo trabalhar com tantos membros e como você coloca tudo na mesma página ?

Waylon: Nós nunca estamos na mesma página… nunca… e é isso o que faz do Mushroomhead o Mushroomhead. Nós sabemos que somos bastante diferentes. Nós não vamos sair dos limites da banda. São 7 de nós. É um montão de gente. É como ” Fique longe de mim mano, eu te amo, mas santo Deus ” (risadas)! Todos nós temos nosso próprio gosto e é isso o que faz do Mushroomhead o Mushroomhead, porque isso vai começar fora uma coisa e então alguém colocará uma parte dentro disso e mudar isso. Então alguém irá contribuir a isso. Nós nunca trabalhamos juntos. Eu acho que a mágica da banda é nós não sentarmos juntos e escrevermos isso. É como apenas sua própria coisa a fazer isso Rock.É a única forma de colocar isso. Faça isso Rock, coloque sua parte nisso e adicione seu gosto nisso.

SplatterTribe: Algum membro costuma trazer uma canção completa e então cada um adiciona algo a ela ?

Waylon: Algumas vezes… mas não realmente…. Não. Todos nós sabemos que quando você tem tantos membros como nós temos, você não pode escrever uma canção inteira. Você tem que saber ser papel. Trazer na sua parte e então todo mundo meio que adicional algo a isso porque essa é a mágica, tornar criativo e tornar-se apto a compartilhar sua criatividade. Nenhum de nós é egoísta. Eu penso nós não podemos ser. Há muitos membros da banda para fazer um bom pagamento. Então você tem que compartilhar, você sabe. É tudo da gente. Não é comigo. Não sou eu. Não é o Gravy. Não é nenhum de nós. É o Mushroomhead e todos temos uma parte nisso e você vem junto e você constroi.

SplatterTribe: Você era um fã de Mushroomhead antes de entrar na banda ?

Waylon: Eu era um fã. Sim eu era. Eu na verdade abri um show pra eles. Eu estava em uma banda (3 Quartes Dead) fora da Carolina do Norte… Eu só fui sortudo. Você escuta isso o tempo todo, você tem que estar no lugar certo na hora certa. Eu acabei estando no lugar certo na hora certa.

SplatterTribe: Como surgiu o vídeo para o Jogos Mortais ?

Waylon: Nós oferecemos a música do Jogos Mortais. Nós tinhamos uma música na mesa, nós estavamos como ” o que nós vamos usar nisso ?! Como que é um novo ataque sabe ?! Aquilo que falamos sobre a morte ma menina… ” YEAH ” ! E o vídeo apareceu e nós tivemos a permissão do Jogos Mortais para ter Precint 13 fora de Mansfield, apenas até a rua aqui e filmamos isso. Nós filmamos nosso vídeo da ” 1200 ” lá. Isso foi em um dia de filmagem. Ele tinha a mesa. Todos nós sentamos na mesa por cerca de 12 horas filmando. Nós temos uma hora pra disparar quando estamos tocando, você sabe. E Skinny e St1tch editaram isso sobre 12 horas depois da filmagem. Foi meio que um processo de 2 dias.

SplatterTribe: É um vídeo incrível, é dificil de acreditar que foi feito tão rápidamente.

Waylon: Obrigado. Nós estamos sempre sobre pressão. Nós tinhamos acabado a turnê e eles precisavam de um vídeo para o DVD.

SplatterTribe: Falando sobre o set de filmagem, como ele surgiu ?

Waylon: Foi apenas um set de filmagem… Na verdade aquilo é uma oficina. Aquilo é dos caras do desing que fazem filmes de terror. Aquelas foram todas as coisas deles para fazer os filmes de terror. Nós usamos isso tudo. David Greathouse, quem me mostrou como me máquiar e me mostrou como fazer esses pontos de maquiagem, bem ele trabalha lá e tem amigos que na verdade ajudam os filmes… com o visual. Eu penso, somos música, mas também somos bastante visual.

SplatterTribe: Então como você acabou sem máscara, em uma banda conhecida pelas máscaras ?

Waylon: Eu quero vestir uma máscara. Eu não tinha feito isso porque não estava realmente confortavel fazendo isso. Agora, depois de colocar essa merda por uma hora, eu tava tipo… ” Me de uma máscara cara “. Então quando for hora de ir, eu poderei agarrar isso.

SplatterTribe: Eu achava que isso era para que as pessoas podessem ouvir você melhor

Waylon: Bem, eu tenho uma nova máscara chegando. Você a vê no DVD do Jogos Mortais. Eu tenho algumas delas. Coisas diferentes são diferentes. É moldada para minha cabeça. Eles fizeram uma moldura da minha cabeça. Os furos da orelha direita estão no lugar onde minha orelha seria. É para minha face, e apenas minha face.

SplatterTribe: O que você faz fora do Mushroomhead ?

Waylon: Eu faço vocais com bandas. Alguém é como ” Hey Waylon, você fará uma canção com a gente ?! ” E eu sou com ” Yeah ! ” e eu vou cantar nisso. É como, eu não tento tirar o dinheiro de ninguém em cheques. Você me paga o que é preciso, e irei fazer a faixa e é isso. Eu farei a faixa e farei isso com minha melhor habilidade, mas não estarei como ” onde está meu cheque ? Onde está meus cheques ? “. Então eu tipo ajudo as bandas que estão aparecendo e eles querem um ponto do convidado. Eles falam pra mim. Isso é o que eu faço quando eu não estou no Mushroomhead. E eu tenho minha outra banda, Tenefly Viper com Jimmi (LaMarca) do Chimaira e Tommy (Chruch) do Autumn Offering e saio por ai tocando rock.

SplatterTribe: Será que ajudam a manter a sua sânidade mental por ser capaz de fazer outros projetos ?

Waylon: Sim, isso faz. Mas eu não estou tão são como era (risadas). Isso definitivamente ajuda cara, definitivamente.

SplatterTribe: O que você vestia para o Halloween quando era criança ?

Waylon: De Freddy. Eu acho que fiz o Dracula umas vezes… apenas a coisa normal de Halloween. Antes de eu estar no Mushroomhead, eu não tinha realmente esse tipo de visão, você sabe. Enturmando com esses caras realmente me ajudou a me tornar mais do que um artista, você sabe, como visualmente. Eu sempre tive a música na minha cabeça, mas nunca tive esse aspecto visual. Indo com esses caras, é TUDO visual para eles. Eles vão olhar para uma largarta na bosta e vão falar ” Hey, isso é arte !! ” sabe ? Eles vão ser como ” é sobre a iluminação “. Eu nunca tive isso antes desses caras. Tem vários deles me influênciando agora.

SplatterTribe: O que você acha que aconteceria se cada membro que já esteve no Mushroomhead ficassem juntos na mesma sala ?

Waylon: Provávelmente um monte de brigas. Um monte de nomes chamados. Palavras que não podemos usar.

SplatterTribe: Então o que vem a seguir com o álbum do Mushroomhead ?

Waylon: Só uma completa turnê pelos Estados Unidos. Provávelmente uma turnê Europeia. Estaremos nisso pelos próximos 2 anos, ficando por lá e na cara de todo mundo. Mushroomhead não está morto. Nós estamos aqui e você não pode se livrar da gente. Somos como merda em seu tênis.

Atualização de St1tch no MySpace !!

St1tch atualizou seu MySpace hoje (02/06/10) com a seguinte frase:

” Seção de fotos com o Mushroomhead hoje para o artwork do novo álbum. Em crise para vestir a máscara e o uniforme nos 85 graus de calor nas próximas horas… woohoo ! “